Durante uma conversa no Você na TV, da TVI, André Ventura, candidato apoiado pelo PSD, na corrida à Câmara de Loures, comentou a polémica em que  se viu envolvido, devido às suas declarações sobre os cidadãos de etnia cigana.

O candidato confessou que é ameaçado de morte e que tem medo como cidadão, mas não como candidato. 

“Já fui ameaçado várias vezes e continuo a ser. Não posso dizer que é pela comunidade a, b, ou c. São ameaças de que me vão matar, de que sabem onde a minha família mora… Algumas delas já foram entregues à polícia”, relata André Ventura.

“Sinto medo. Não é fácil. Mas como candidato, não sinto medo. Lido com isto desta forma: posso ter medo como pessoa, mas no dia em que o Estado tiver medo, nós estamos a fazer um mau serviço ao Estado”, explica André Ventura, salientando que estes episódios são constantes.

Mesmo perante as ameaças, o candidato apoiado pelo PSD não desarma e continua a defender a sua tese de que há pessoas que vivem acima da lei.

“O que as pessoas ainda não compreenderam é: a um quilómetro estarem pessoas que têm de pagar a educação dos seus filhos, as suas casas, os transportes públicos, com um sacrifício tremendo, porque os filhos não têm empregos e voltaram para casa dos pais e haver (independentemente de grupos ou etnias) ao lado pessoas a quem o Estado de direito dá tudo e não exige nada”, acentua.

Veja o vídeo:


Aventura por videosdatvv

Comentar:

0 comments: