Sindicato de Técnicos do Ministério da Agência Tributária espanhol (Gestha) revelou, em comunicado, ter indícios de que o caso de alegada fraude fiscal de que Cristiano Ronaldo é suspeito é “bastante mais grave do que aquele cometido por Lionel Messi”.

Na nota, divulgada pelo jornal espanhol As, o Gestha explica que o internacional português é acusado de cometer quatro delitos fiscais relacionados ao pagamento do imposto sobre rendimentos de não-residentes, entre 2011 e 2014, que terão custado, aos cofres do Estado espanhol, um total de 14,7 milhões de euros, mais do triplo do valor de que o argentino é acusado (4,1 milhões de euros).



Assim sendo, refere a nota, Cristiano Ronaldo arrisca uma pena de prisão de, pelo menos sete anos, caso venha a ser considerado culpado, assim como uma multa de, no mínimo, 28 milhões de euros.

Este valor pode vir a ser atenuado caso o avançado do Real Madrid opte por se dar como culpado e pague, juntamente com o valor do qual é acusado de defraudar, os juros e respetivas multas até 6 de agosto.

Fonte: Notícias ao Minuto
Foto: Ruben Ortega

Comentar:

0 comments: