Foi suspensa a greve nacional dos enfermeiros que estava agendada para hoje (17) e amanhã (18 de julho), após o Ministério da Saúde ter garantido que aprovaria o estatuto da classe até ao final do ano.

José Sanches, presidente do Sindicato Nacional Democrático dos Enfermeiros(SINDEP), referiu que a garantia saiu de um encontro de negociação realizado este fim-de-semana, na Direção Geral do Trabalho, na qual também marcou presença o diretor do Hospital Agostinho Neto, Júlio Andrade, conforme avança a Inforpress.

“Chegamos a um acordo e a greve foi suspensa, porque o Ministério comprometeu-se em devolver-nos os estatutos aprovados até o final do ano e isso satisfaz o interesse dos enfermeiros. Mas no caso do não cumprimento, voltamos novamente à greve”, afirma o responsável sindical em declarações à mesma fonte, prometendo fiscalizar a tutela para assegurar a implementação da medida.

Do encontro que teve lugar neste fim-de-semana saiu a decisão de se criar uma comissão de trabalho no espaço de 10 dias, que terá 30 dias para produzir o relatório da situação.

Entre as reivindicações dos enfermeiros estão a aprovação do estatuto da classe, a atualização da grelha salarial e da lista de transição, a implementação do curso de complemento de licenciatura em Enfermagem em todas as ilhas e concelhos do país, a implementação do subsidio de risco e a atualização do plano de evacuações de doentes.


Comentar:

0 comments: