A Diabetes tipo 1 resulta de uma conjugação de fatores. O sistema imunológico do ser humano, responsável pela proteção contra corpos estranhos, ataca e destrói as células Beta, que produzem insulina, coisa que muitas vezes acontece na infância. Não havendo insulina para mover a glicose da corrente sanguínea até às células, onde é convertida em energia, o organismo começa a decompor a sua própria gordura e músculo, levando à perda de peso.

A prevenção do aparecimento desta doença em várias crianças ganha nova esperança.

Um protótipo de uma vacina resultante de uma investigação feita na Finlândia, pela Universidade de Tampere, pode vir a pôr fim a esta patologia. É que os resultados ligam um vírus chamado ‘Cxsackie B1’ à reação do organismo humano que leva à destruição das células Beta, responsáveis pela produção da insulina, causando diabetes tipo 1.

A vacina, a ser testada em 2018, não cura a doença, mas pode tornar o organismo imune ao vírus acima mencionado. Também poderá prevenir contra infeções provocadas por enterovirus, como a constipação comum, meningite e infeções do ouvido, revela o estudo.

Comentar:

0 comments: