O ministro da Cultura demonstrou-se hoje convicto de que no final da legislatura a sua política vai ser “positivamente avaliada”, porque os projectos, atestou, “já começaram a dar frutos”.

“Passando o período de polémicas fúteis ligado à insistência de que temos que agradar a todos, neste momento estamos a viver um período de relativa estabilidade”, notou Abraão Vicente, à margem de um encontro com a comunidade artística da localidade de São Francisco, arredores da Cidade da Praia.

É que, segundo o ministro, o Ministério da Cultura está a fazer um trabalho de apoio, “sem assistencialismo”, tendo como foco principal o mercado internacional, no sentido de conseguir projectos que fazem parte do pacote de internacionalização de Cabo Verde.

“No Ministério da Cultura cortamos tudo aquilo que é assistencialismo desde o primeiro momento e o nosso foco é o mercado internacional. É conseguir localizar onde haja projectos de qualidade e que fazem parte do pacote de internacionalização de Cabo Verde”, sublinhou.

Neste sentido, exemplificou a participação de Cabo Verde na feira internacional de Lanzarote e Tenerife, nas Ilhas Canárias, no Festival de Lusofonia, a participação da designer Cindy Monteiro num grande evento internacional e a selecção de uma modelo cabo-verdiana para o desfile da Victoria Secret.

Fonte/foto: Inforpress

Comentar:

0 comments: