Uma idosa de 87 anos de idade foi agredida sexualmente na madrugada de hoje, na rua de Orta, cidade da Ribeira Grande, por um indivíduo ainda não identificado.

O caso foi entregue à Polícia Nacional já no início desta tarde e, segundo o comandante da Esquadra da Ribeira Grande, subcomissário Cipriano Bandeira, “ainda não foi identificado o agressor, mas a Polícia está a investigar o caso”.



Segundo Cipriano Bandeira, a idosa e a filha, ambas portadoras de perturbações mentais, têm merecido a protecção da Polícia, até porque “as equipas de serviço têm indicações para passar no local, com frequência, para ver se está tudo bem com elas”.

Contudo, uma vizinha identificada pela Inforpress, disse que as duas mulheres têm vindo a ser violadas com alguma frequência e acusa a Polícia de não dar o devido tratamento a esses casos já que “quando os vizinhos telefonam para a Esquadra pedindo ajuda a resposta é que o agente de serviço está sozinho e não pode ausentar-se”.



Para agravar a situação, os prevaricadores contam com a ajuda de um beco escuro por onde escapam sem serem reconhecidos devido à falta de iluminação pública naquele local, mas desta vez parece haver um vizinho com possibilidades de identificar o agressor já que terá sido ele quem “correu com o agressor”.

A idosa recebeu assistência no hospital regional João Morais, onde foi observada pela ginecologista de serviço.

Fonte/foto: Inforpress

Comentar:

0 comments: