Uma mulher que ia visitar o namorado, recluso na cadeia de Sintra, Portugal,  na tarde de domingo, foi apanhada com dois telemóveis escondidos na vagina. Mas esta descoberta levou depois a uma apreensão ainda maior. Uma busca à cela do homem que ia ser visitado permitiu aos guardas prisionais encontrar mais quatro aparelhos semelhantes. 



Segundo o CM apurou, trata-se de telemóveis de reduzidas dimensões – pouco mais de sete centímetros de comprimento por três de largura – e terão entrado todos da mesma forma na cadeia. A mulher foi detetada quando tentava entregá-los ao companheiro, no parlatório. 

O CM sabe que este verão já tinham sido encontrados outros telemóveis do mesmo modelo na posse de outros reclusos detidos na cadeia de Sintra. Apesar do tamanho reduzido, têm acesso à internet e quase todas as funções de um smartphone normal. 



A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais confirmou a ocorrência e adiantou que "foi instaurado o competente processo disciplinar ao recluso e, depois da audição da visitante, serão tomadas as medidas legalmente previstas".

Fonte: CM

Comentar:

0 comments: