Nélson Freitas conquistou três das quatro categorias em que esteve nomeado na 3ª edição dos African Entertainment Award USA 2017, que teve lugar no dia 21 de Outubro, nos Estado Unidos da América.

O autor de “Miúda Linda”, levou para casa o troféu de “Best male2017” (melhor artista masculino do ano), “Best male palop” (melhor artista nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) e “Best Collaboration” (melhor colaboração juntamente com Richie Cambell”, deixando para trás o troféu de voto popular (people´s choice Award).

“Obrigado EUA por me honrar de uma forma tão grande. Isto vai mostrar que o trabalho duro compensa e o trabalho de equipa faz o sonho funcionar”, agradeceu o artista na sua página no facebook.


Ainda de Cabo Verde, o músico e produtor de eventos, Gilyto Semedo venceu o troféu de “Best Producer-Director” (melhor produtor-director) e ainda conquistou pelo segundo ano consecutivo o troféu “Best Award Show em África com os Cabo Verde Music Awards (CVMA).

A RCV+ venceu a categoria de Best PALOP Radio Station (melhor radio nos PALOP).

O jovem artista cabo-verdiano, Djodje, que esteve nomeado na categoria de melhor artista masculino nos PALOPS, acabou por perder a favor de Nelson Freitas.

Durante a gala que aconteceu sábado, em New Jersey, foram premiadas 34 categorias distribuídas pelas áreas da música e do entretenimento e ainda houve momentos de menções honrosas e prémios de excelência.


A missão deste certame, segundo a organização, é usar o entretenimento como um veículo para apoiar, celebrar, promover e elevar as realizações e os avanços de todos os africanos na diáspora, através de todas as formas de entretenimento.

Por Inforpress

Comentar:

0 comments: