O Governo de Cabo Verde mobilizou junto do Banco de Negócios internacional (BNI – Europa) um montante de 13,5 milhões de euros, para indemnização dos trabalhadores dos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV).

A informação foi avançada há momentos pelo ministro das Finanças, Olavo Correia, que se encontra em Washington a participar nas reuniões anuais do Banco Mundial (BM) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), através de um “post” publicado na sua página da rede social no Facebook.


“No âmbito do processo de reestruturação dos Transportes Aéreos de Cabo Verde – TACV, visando a sua privatização, o Governo acaba de mobilizar junto do BNI Europa, 13,5 milhões de Euros (€), para a indemnização dos trabalhadores dos TACV”, escreveu Olavo Correia.

O governante salientou que assim, o Governo cumpre com os compromissos assumidos com os trabalhadores desde o início deste processo de reestruturação dos TACV.

Olavo Correia adiantou ainda que, paralelamente, seguem as negociações com o Banco Mundial para a disponibilização dos fundos para este processo, que deverão estar disponíveis no primeiro trimestre de 2018, permitindo ao executivo liquidar este financiamento junto do BNI Europa.

De acordo com informações avançadas pelo presidente do conselho de administração dos TACV, José Luís Sá Nogueira, a reestruturação da companhia área pública cabo-verdiana vai implicar o despedimento de mais de 200 pessoas, o equivalente a quase metade dos trabalhadores.

Fonte: Inforpress


Comentar:

0 comments: