A família apercebeu-se que o defunto ainda respirava e levou-o para o hospital.

Rep: Youtube

Um jovem de 24 anos que se preparava para ser enterrado após ter sido dado como morto deu sinais de vida enquanto estava a ser velado. 

No dia do funeral e com o caixão aberto, a família apercebeu-se que o rapaz ainda respirava. Watson Doroteo era natural do Peru e tinha sido dado como morto pelos médicos do Hospital de Contingência de Tingo Maria. O óbito teria resultado de um tratamento dentário, que lhe provocou febre e convulsões. 

Depois da família se aperceber de que ainda respirava, o rapaz foi removido do caixão e transportado para o hospital. Provou-se que existiam sinais vitais, mas Watson Doroteo acabou mesmo por morrer, minutos depois. 

A família contou aos jornais locais que a causa provável da morte de Watson está relacionada com uma dose excessiva de analgésicos que lhe foi administrada antes de fazer o tratamento dentários. / Fonte: CM



Comentar:

0 comments: