As torneiras das casas de Julangue, em Boa Entrada, concelho de Santa Catarina (ilha de Santiago) estão secas há oito meses, tendo a população pedido a solução “urgente” por parte da empresa Águas de Santiago.

Em declarações aos jornalistas, a moradora Maria Domingas Furtado afirmou que a comunidade está sem água há oito meses e que para colmatarem esta situação apanham a água de uma nascente na ribeira, que serve apenas para lavar roupa, loiça, banho e para consumo dos animais.

Com a falta de chuva, esta dona de casa teme pelo agravar do problema, caso a nascente secar, não tendo aonde socorrer, uma vez que a empresa Águas de Santiago (AdS ainda não resolveu o problema).


Já para uma outra moradora, Maria Cecília Borges, a AdS só os leva a factura no final de cada mês, na qual pagam a taxa, apelando a uma solução urgente, tendo em conta que a água da nascente não é apropriada para o consumo.

Para o consumo humano, a população que de momento está “desesperada”,  tem socorrido a uma outra nascente, localizada numa localidade vizinha.

A população também pediu intervenção da edilidade no que tange ao lixo que tem “tomado conta” das ribeiras, pedindo colocação de contentores ou covas onde possam deitar o lixo.

Por Inforpress

Comentar:

0 comments: