Atirador terá sido abatido. E abriu fogo a partir do 32.º andar de um hotel junto do qual decorria um festival de música country.




Mais de 20 pessoas morreram e 100 ficaram feridas num tiroteio durante um concerto num festival ao ar livre junto ao Hotel Mandalay Bay, em Las Vegas, confirmou o xerife da polícia local, Joe Lombardo. O tiroteio terá durado vários minutos e sucedeu na madrugada de segunda-feira (hora local), início da manhã em Portugal.

O balanço anterior apontava para dois mortos. O porta-voz da polícia que indicou o novo balanço disse estar-se perante uma ação de um "lobo solitário", residente em Las Vegas. O xerife Lombardo garantiu tratar-se apenas de um atacante e não de dois, como chegou a ser referido nas primeiras notícias sobre o tiroteio.



O mesmo responsável da polícia afirmou estar a ser procurada uma pessoa do sexo feminino, de origem asiática, que poderia ter ligação com o atacante. O xerife não elaborou sobre a natureza dessa relação. Assim como não identificou o atacante nem as suas motivações. No entanto, ataques semelhantesa este, como o sucedido em novembro de 2015 em Paris, ou o de San Bernardino, também em 2015, ou de Orlando, em 2016, deixam em aberto a possibilidade de se estar perante um ato terrorista islamita.
Atirador terá sido abatido. E abriu fogo a partir do 32.º andar de um hotel junto do qual decorria um festival de música country.

Mais de 20 pessoas morreram e 100 ficaram feridas num tiroteio durante um concerto num festival ao ar livre junto ao Hotel Mandalay Bay, em Las Vegas, confirmou o xerife da polícia local, Joe Lombardo. O tiroteio terá durado vários minutos e sucedeu na madrugada de segunda-feira (hora local), início da manhã em Portugal.

O balanço anterior apontava para dois mortos. O porta-voz da polícia que indicou o novo balanço disse estar-se perante uma ação de um "lobo solitário", residente em Las Vegas. O xerife Lombardo garantiu tratar-se apenas de um atacante e não de dois, como chegou a ser referido nas primeiras notícias sobre o tiroteio.

O mesmo responsável da polícia afirmou estar a ser procurada uma pessoa do sexo feminino, de origem asiática, que poderia ter ligação com o atacante. O xerife não elaborou sobre a natureza dessa relação. Assim como não identificou o atacante nem as suas motivações. No entanto, ataques semelhantesa este, como o sucedido em novembro de 2015 em Paris, ou o de San Bernardino, também em 2015, ou de Orlando, em 2016, deixam em aberto a possibilidade de se estar perante um ato terrorista islamita.


Fonte do University Medical Center citada pela Associated Press disse que o Hospital de Las Vegas estava a receber diversas pessoas com ferimentos de bala, mas não precisou mais informação.

As autoridades fecharam parte das instalações do Hotel Mandalay Bay, onde decorria no exterior um concerto de música country, depois de receberem notícia do tiroteio e da existência de um atirador algures no interior do complexo. No palco atuava Jason Aldean, que estaria a terminar o seu concerto integrado num conhecido festival deste género musical, o Route 91 Harvest Festival.

Como medida de precaução, outras instalações hoteleiras nas proximidades viram encerrados os seus acessos e interditas as entradas e saídas de pessoas. Após o tiroteio, surgiu a notícia de ter sido encontrado um volume suspeito junto de um hotel vizinho, o Luxor.

O aeroporto internacional McCarran foi temporariamente encerrado a título preventivo.


A polícia de Las Vegas cortou as ruas nas imediações do hotel casino. Algumas testemunhas no local disseram que os tiros terão partido de um andar do complexo hoteleiro. Aparentemente, o atacante visou as pessoas que assistiam ao concerto. Segundo a ABC News, estariam no local mais de 40 mil pessoas. Segundo um dos presentes no concerto, os tiros prolongaram-se por alguns minutos, "quatro a cinco minutos".

Uma outra versão do incidente sugeria serem dois os atacantes, com um ainda em fuga, e que os disparos tiveram como alvos iniciais um segurança e um agente da polícia presentes no 32.º andar do Hotal Mandalay Bay. E que o som dos disparos teria posto em pânico os espectadores do concerto de Jason Aldean. Versão que se veio a demonstrar sem fundamento, como sublinhara na sua intervenção o xerife Lombardo.

Fonte: DN

Comentar:

0 comments: