Os Correios de Cabo Verde vão colocar, na próxima segunda-feira, 20, em circulação, um selo, no valor de 60 escudos, uma forma de luta encontrada contra o abuso e exploração sexual de menores no pais.

No dia 20 de Novembro, a UNICEF assinala 28º Aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança e o Dia Mundial da Criança.

Para assinalar a data, s Correios de Cabo Verde, em parceria com a Associação das Crianças Desfavorecidas (ACRIDES), associaram-se à causa, repudiando a prática considerada “uma das piores formas de violação dos direitos da criança”.



“A Convenção dos Direitos da Criança e a sua comemoração são para serem destacadas , com a participação de todos os cabo-verdianos, na sensibilização, formação e informação, na defesa e promoção dos direitos da criança, ser sujeito activo de direitos e que merece toda a nossa atenção, protecção e carinho”, lê-se na nota enviada à Inforpress.

A violência sexual contra a criança, para essa instituição, não deve fazer marcas em Cabo Verde, por isso, o “Selo Nacional vai mostrar o desânimo da criança e o desprezo do violador”.

Com a assinatura do artista Domingos Luísa, o selo tem a taxa de 60 escudos e uma tiragem de 20.000 unidades e irá circular pelos quatro cantos do mundo, através de envio de cartas e postais, pela presente emissão filatélica.



O acto de lançamento será presidido pelo presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, na sala multiuso dos Correios de Cabo Verde, sito no Plateau.

Inforpress

Comentar:

0 comments: