Uma relação de longa data nem sempre é sinónimo de felicidade e fidelidade. E há um estudo a prová-lo.

Pixabay

Estudar o comportamento humano numa relação amorosa é sempre uma tarefa complexa para a ciência. Entre falsos depoimentos e egos mais elevados, os resultados são sempre suscetíveis a erros, contudo, os resultados até agora obtidos seguem sempre o mesmo caminho: são poucos (ou nenhuns) os casamentos perfeitos.

No que diz respeito às traições, um dos aspetos que a ciência mais tem tentado estudar, a mais recente investigação diz que os homens traem, em média, passados 11 anos de casamento. E as mulheres? Pois bem, no caso delas, a janela propensa para o início das traições varia entre os seis e os primeiros dez anos de casamento.

Conta o The Independent que este estudo publicado na revista The Journal of Sex Research contou com a participação de 423 pessoas que foram desafiadas a responder a um questionário sobre o seu comportamento sexual, incluindo potenciais traições.


Diz a mesma investigação que apesar das mulheres traírem mais cedo, são vários os fatores que podem levar o casal a dar 'facadinhas' no matrimónio.

Por Notícias ao Minuto

Comentar:

0 comments: