A pequena Edvania Liciane Carvalho Gonçalves, residente em Eugénio Lima, Cidade da Praia, continua desaparecida desde o passado dia 14 de Novembro, enquanto as buscas estão a ser feitas com apoio dos militares.

O pai, Vladmir Emanuel Lopes Gonçalves Carvalho, um fuzileiro naval das Forças Armadas, está expectante que até ao fim do dia de hoje a sua filha será encontrada para se juntar ao resto da família que, neste momento, está “muito abalada” com o desaparecimento da Edvania de dez anos de idade.

“Acredito que a nossa filha vai aparecer ainda hoje”, disse à Inforpress Vladmir Emanuel Carvalho que não pára de receber amigos, colegas de trabalho e familiares que levam à família uma palavra de “conforto e solidariedade”.

Edvania, estudante da quinta classe, mora a menos de 20 metros da escola que frequenta. Mas, nesse dia 14 de Novembro, faltou às aulas, que, segundo o pai, “não é habitual” para a filha.



“É uma menininha muito quieta e tranquila e raras vezes leva uma correcção da parte dos pais”, afirmou Vladmir Carvalho, acrescentando que desde o dia do desaparecimento da filha a família “não tem conseguido dormir bem”.

Perguntado se não tem nenhuma suspeita sobre quem terá raptado a sua filha, respondeu nesses termos: “Não temos a mínima ideia. Eu não tenho inimigos. O caso está entregue à Polícia Judiciária (PJ) desde o dia do desaparecimento da Edvania e sabemos que as investigações estão em curso”.

Além da Praia, a menor tem sido também procurada em casa da avó, em São Jorge dos Órgãos, mas sem resultados. Mesmo assim, Vladmir Carvalho disse nunca acreditou que a filha pudesse estar em casa da avó.

Instado se têm feito procura em Eugénio Lima, respondeu que este bairro não tem sido o foco de busca, mas que podem fazê-lo.

“Temos recebido informações contraditórias. Ora dizem que viram a Edvania na zona de Di Nôs (Achada de Santo António), ora informam que a viram num outro sítio”, lamenta Vladmir Emanuel, adiantando que sempre que recebem estas informações a equipa de procura desloca-se a estes sítios na expectativa de localizar a filha.

Inforpress

Comentar:

0 comments: