Tania Escobar, de 41 anos, de Darwin, Austrália, relatou que durante o ato sexual sentiu fortes dores de cabeça e que teve a sensação que “queira morrer”.  O caso aconteceu quando ela e o marido, Leonardo, de 37 anos, estavam a desfrutar de uma manhã íntima, mas ao chegar ao clímax, foi atingida por uma dor de cabeça “estonteante”. 

“Estávamos às voltas e quando cheguei ao orgasmo, a dor de cabeça chegou. Foi instantâneo”, segundo contou a mulher ao Daily Mail Austrália. 

“Eu queria morrer. Doía-me tanto, que até ter um bebé seria menos doloroso” contou Tania Escobar, que já é mãe de três filhos.


A mulher referiu que partilhou a história para sensibilizar as outras mulheres para as dores que sentem quando atingem o clímax porque, como ela disse para o marido, “isso não é bom”, por isso ele pegou nas chaves e foram logo para o hospital.“Senti náuseas, senti vontade de vomitar”, explica Tania.

A senhora Escobar referiu que quis sensibilizar as pessoas para este tema, após ler a história de uma mulher do Reino Unido, que disse ter tido um acidente vascular cerebral após o clímax.

Tania Escobar confessa que é "muito extrovertida" e por isso fala "abertamente sobre o assunto", porém muitas pessoas, por causa da situação em que isso acontece, não irão falar do mesmo. /Foto: pixabay


Comentar:

0 comments: