A Polícia Judiciária (PJ) na ilha do Sal deteve, na segunda e terça-feira, uma quadrilha formada por cinco jovens suspeitos de executar crimes contra património, devendo ser ouvidos esta tarde no tribunal desta comarca.

Segundo fonte do Departamento de Investigação Criminal da PJ, nessa operação que contou com o apoio da Polícia Nacional, foram recuperados vários objetos, os quais foram já entregues aos legítimos proprietários.

Os detidos, com idades compreendidas entre 18 e 26 anos, são presumíveis autores de crimes que ocorreram entre Dezembro de 2015 e Setembro de 2017, nomeadamente assaltos a residências, apartamentos, quartos de hotéis, pessoas e também turistas.


Contas feitas, a PJ adianta que o valor dos roubos, entre objectos e dinheiro, ronda os 2500 contos.

Depois do primeiro interrogatório pelo Ministério Público (MP), que por sua vez os apresentará esta tarde ao Tribunal, deverá a partir desse momento, ser conhecida a medida de coação aplicada pelo juiz.

Por Inforpress

Comentar:

0 comments: