Presidente do Benfica terá pedido a intervenção do juiz em troca de cargos remunerados no clube da Luz.



Luís Filipe Vieira terá pedido ao juiz Rui Rangel para que este intercedesse junto de outros magistrados a favor do filho Tiago, que tinha uma dívida fiscal de 1,5 milhões de euros, avança esta quarta-feira o Correio da Manhã, que garante que os dados foram revelados à investigação por escutas telefónicas.

A decisão estava pendente no Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra e, em troca, o presidente do Benfica terá prometido a Rangel cargos remunerados no clube da Luz, incluindo a presidência da Fundação Benfica e ser responsável da universidade a criar pelo emblema encarnado no Seixal.

Na operação Lex estão em causa suspeitas de crimes de tráfico de influência, de corrupção/recebimento indevido de vantagem, de branqueamento e de fraude fiscal. A Polícia Judiciaria (PJ) já tinha anunciado ao início da tarde de a detenção de cinco pessoas e a constituição de vários arguidos numa operação a nível nacional, tendo feito 33 buscas.

Fonte da PJ disse que as buscas incluíram a casa e o gabinete do juiz desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa Rui Rangel, a SAD do Benfica, a casa do presidente do clube e residências da ex-mulher de Rui Rangel, a juíza Fátima Galante, e do advogado José Sousa Martins e do filho.

Fonte: JN

Comentar:

0 comments: