Duas pessoas já foram detidas e acusadas de negligência médica.



Um homem, de 32 anos, morreu após ser sugado por uma máquina de ressonância magnética. O episódio aconteceu este sábado no Hospital de Bombaim, na Índia. As autoridades já detiveram um médico e um funcionário da equipa por negligência médica. 

A vítima, Rajesh Maru, encontrava-se a visitar um familiar internado no estabelecimento quando precisou de entrar na sala onde se encontrava o mecanismo. Apesar de utilizar uma botija metal de oxigénio, foi-lhe dito pelo funcionário responsável que não havia qualquer problema, visto que a máquina estava desligada. 

Por conta do campo magnético, o homem foi sugado pela máquina e devido a uma rotura na botija de ar, proporcionada pela força do embate, acabou por inalar demasiado oxigénio num espaço de segundos. 



Segundo revelou o médico responsável pela autópsia ao The Indian Express, o adulto morreu quase de imediato. "Entrou uma quantidade de oxigénio exagerada nos pulmões", esclareceu o mesmo à imprensa. 

"Perguntei três vezes ao funcionário se a máquina estava mesmo desligada, mas ele riu-se da minha cara e disse que não precisava de mim para fazer o seu trabalho", revelou Priyanka Solanki, uma das familiares da vítima. "Estamos chocados e desvatados", sublinhou o tio do homem. 

A família vai receber uma indemnização de seis mil euros por parte do hospital. 

Fonte: CM


Comentar:

0 comments: