A Polícia Judiciária deteve na passada quinta-feira, 18, na cidade da Praia, dois indivíduos supeitos da prática do crime de burla informática. 

De acordo com uma nota divulgada pela polícia cientifica cabo-verdiana, estas diligências foram feitas na sequência de uma queixa apresentada por um cidadão de Português, contra desconhecidos, por crime de burla informática, no valor de 911 mil escudos (cerca de 8200 euros).

Tudo terá começado no dia 11 de janeiro, na discoteca Cockpit, cidade da Praia, quando três suspeitos, dos quais, um rapaz, uma rapariga e uma menor de 14 anos, subtraíram da vítima , o seu cartão vinti4 e respetivo pin, tendo efetuado nos dias 12 e 13 de janeiro, várias operações de levantamento em caixas ATM e compras em boutiques e outros estabelecimentos comercias, situados na Praia e em Assomada, no montante 911.000400, deixando o queixoso apenas com 550$00 de saldo na sua conta, conforme apurou a PJ nas suas diligências preliminares de recolha de prova.



Ainda segundo a PJ, no decurso da revista pessoal, um dos suspeitos foi encontrado na posse de uma arma, pistola, calibre 6,35mm, com carregador e municiado com 3 munições, tendo sido deito em flagrante delito.

“Enquanto aguardava a decisão do juiz, foi solicitado e emitido contra ele e a sua companheira, maior de idade, mandatos de detenção fora de flagrante delito, pela prática de um crime de burla informática qualificada”, continua a nota de imprensa divulgada pela PJ.

Ambos os detidos ficaram sob Termo de Identidade e Residência, após terem sido presentes ao Tribunal para o primeiro interrogatório .



Comentar:

0 comments: