Dois indivíduos cabo-verdianos, residentes na cidade da Praia, foram detidos pela Polícia Judiciária, na última quarta-feira, por suspeitas de um crime de infidelidade, vários crimes de falsificação de documentos e um crime de peculato, avança a PJ em comunicado.

O comunicado divulgado pelas autoridades dá conta que um dos suspeitos desempenhava  a função de PCA do Fundo Autónomo de Apoio à Cultura, no Banco da Cultura. Segundo a PJ este individuo “agia em concertação “ com a outra arguida, ex-funcionária do mesmo organismo do Estado.


A Secção Central de Investigação de Crimes Económicos e Financeiros da Polícia Judiciária (SCICCEF) da PJ cumpriu, assim, dois mandados de deteção emitidos pela Procuradoria da Comarca da Praia.

Os detidos foram presentes, ainda na tarde de quinta-feira, ao Juiz, para o primeiro interrogatório e aplicação das respetivas medidas de coação. C/ A Nação

Comentar:

0 comments: