Fica em prisão preventiva o individuo suspeito de ter assassinado uma mulher de 61 anos, na localidade de Cova Joana, ilha Brava, no passado dia 25 de janeiro. Refira-se que a vítima foi encontrada já sem vida dentro da sua residência.

Segundo uma nota divulgada pela Ministério Público, durante o ato de levantamento de cadáver foram encontrados “ indícios da prática de factos susceptíveis de integrarem o crime de homicídio, pelo que determinou a abertura de instrução”.

“No âmbito da investigação, que contou com a coadjuvação da Polícia Nacional, foi identificado o suspeito da prática dos factos supra referidos e o Ministério Público ordenou a sua detenção, fora de flagrante delito, afirma o Ministério Público em comunicado.


Após ter sido submetido ao primeiro interrogatório judicial, o individuo viu decretada a medida de coação mais grave, a prisão preventiva.

O processo continua ainda sob investigação e em segredo de justiça.



Comentar:

0 comments: