Um problema de emissão de vistos na Embaixada de Portugal em Cabo Verde está a dificultar a evacuação dos doentes para Portugal, conforme adiantou hoje à RCV a presidente do Conselho de Administração do Instituto Nacional de Providência Social (INPS).

Segundo Orlanda Ferreira, cerca de uma dezena de doentes, beneficiários do INPS, dos quais três em situação de máxima urgência, estão desde a semana passada a aguardar pelos vistos, tendo um já perdido a consulta.

“Realmente fomos informados pela Embaixada que estão com um problema no sistema informático e que em virtude desse problema não podem disponibilizar os vistos a favor dos doentes que vão ser evacuados e de outras pessoas”, disse a presidente do Instituto.



Para já, Orlanda Ferreira disse que o INPS está a negociar com a embaixada para a procura de soluções alternativas no sentindo de garantir a transferência dos doentes que exigem maiores cuidados.

“São pessoas que são evacuadas sem data de consulta prévia, estamos a negociar com a Embaixada de Portugal uma forma de resolver o problema por forma a que estes sejam evacuados e cumprir aquilo que a junta de saúde definiu como a máxima urgência”, precisou.

Segundo aquela responsável, o INPS evacua em média dois doentes por dia e, para casos menos urgentes, está a tentar através do Ministério da Saúde e da Embaixada de Cabo Verde em Portugal a remarcação das datas das consultas.

Até ao dia 18 de Janeiros entre 10 a 12 segurados estão com consultas marcadas em Portugal.

Por Inforpress

Comentar:

0 comments: