Autoridades policiais no Sal acabam de deter pelo menos 14 cidadãos, por estarem alegadamente envolvidos em crimes de assalto a turistas, roubos de objetos e animais. Os casos referidos referem a ocorrências registadas nos últimos três dias e ilustra a onda de criminalidade que se regista atualmente na ilha do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral.

Segundo fontes locais citadas pela RNC, o destaque vai para um casal de turista do Reino Unidos que foi assaltado por um grupo de meliantes que subtraíram pertences dele. Dois destes suspeitos foram detidos e apresentados ao Tribunal. Consta que parte dos objetos roubados, designadamente telemóvel, já foi recuperada pela polícia.

Agentes policiais também perseguiram outros quatro elementos supostamente evolvidos em roubos no Alto de Santa Cruz, tendo três deles sido detidos para averiguação e apresentação ao Tribunal. O mesmo aconteceu com outras duas pessoas suspeitas de participarem em assaltos a residências e roubos de animais.

A fazer fé nas fontes referidas, três arguidos, que se encontravam sob TIR- Termo de Identidade e Residência, foram também detidos - estavam para ser entregues ao Ministério Público para o apuramento das responsabilidades criminais.

Para alguns salenses, estes detidos todos vêm pôr a nú o clima de insegurança que se vive ultimamente na ilha do Sal, caracterizado por assaltos à mão armada a turistas e não só seguidos de homicídios (registou-se dois assassinatos em menos de dois meses), abuso sexual a menores, tráfico de drogas, roubos de animais e objetos.

Fonte: A Semana

Comentar:

0 comments: