A ilha de Santo Antão contará, ainda no decurso deste ano, com uma cooperativa de ensino superior, cujo processo de criação já foi desencadeado, tendo como principais accionistas os cinco liceus existentes nesta ilha, além de docentes, pais e estudantes.

A iniciativa, lançada em Outubro pelo académico santantonense António Silva, está a ganhar corpo, graças às parcerias que este professor na universidade de Rotterdam (Holanda) está já a mobilizar com vista à criação, até finais de 2018, dessa sociedade.

A ideia, segundo António Silva, é realizar, até Dezembro, o congresso constituinte dessa cooperativa do ensino superior que, a partir de Janeiro de 2019, estará em condições de arrancar com cursos superiores profissionais nas áreas ambiental, alimentar e industrial, gestão de água, engenharia florestal, de entre outros.



Essa cooperativa, que terá campus em Ribeira Grande (centro agrícola de Afonso Martinho) e no Porto Novo (centro pecuário de Lajedos) pretende, inicialmente, albergar 50 estudantes, número que poderá ser duplicado em 2020.

António Silva, que passou seis anos a tentar, sem sucesso, implantar a universidade agrícola de Santo Antão, disse que o projecto não se avançou porque faltou “vontade política” às câmaras municipais de Santo Antão, lembrando que já tinha conseguido parceiros, designadamente da universidade de Rotterdam, para a criação dessa universidade.

Por isso, resolveu agora lançar o projecto da sociedade cooperativa “para dinamizar o ensino superior nesta ilha e contribuir para o desenvolvimento sustentável” de Santo Antão, explicou.

O Governo deverá, já a partir de 2018/2019, avançar com a instalação do ensino superior em Santo Antão, estando, nesta altura, a discutir com os municípios as condições para a “operacionalização” do pólo da Universidade de Cabo Verde, nesta ilha, conforme o primeiro-ministro.

Os autarcas queixam-se da “demora” na instalação do ensino superior em Santo Antão, esperando que, no decurso de 2018, seja concretizado o “sonho” dos santantonenses de terem, na sua própria ilha, um pólo da universidade ou a prometida escola superior agrária.

Por: Inforpress

Comentar:

0 comments: