Grupo terá entrado em festa de rivais e disparado em todas as direções.



Atiradores com armas de guerra invadiram, na madrugada deste sábado, uma danceteria em Fortaleza, capital do estado brasileiro do Ceará, e levaram a cabo um massacre. 

O número oficial de vítimas ainda não foi divulgado pelas autoridades, mas deverá ultrapassar os 18 mortos. Na sua maioria, as vítimas serão mulheres, muitas das quais adolescentes que se divertiam no local. 

Inicialmente, falou-se em 10 pessoas mortas no local, mas frequentadores da danceteria, a casa de shows "Forró do Gago", no bairro de Cajazeiras, disseram ter contado pelo menos 14 corpos. Entretanto, um agente da Polícia Civil (Judiciária) que esteve no local mas pediu anonimato, relatou a existência de pelo menos 18 pessoas mortas. 



Na tarde deste sábado, outras seis pessoas que estavam na danceteria no momento do ataque continuavam internadas no Hospital do Instituto José Frota, também em Fortaleza. Todas as vítimas, com idades entre os 14 e os 24 anos, foram baleadas, mas o hospital informou que nenhuma delas corria risco iminente de morrer. 

Nas redes sociais, testemunhas que estavam no local relataram que os atiradores, entre 15 e 20 homens, invadiram o "Forró do Gago" pouco depois da 1h30 da madrugada, horário do Ceará, 04h30 em Lisboa. Eles entraram já a disparar para todo o lado, parecendo querer atingir o maior número de pessoas, sem olhar a quem. 

Até à tarde deste sábado, a Secretaria de Segurança Pública do Ceará não tinha divulgado detalhes do massacre nem das investigações. 

No entanto, agentes que falaram também sob anonimato com a imprensa aventaram a hipótese de a matança ter sido um ataque premeditado de uma facção criminosa a membros de outra facção que supostamente teriam ido nessa noite à danceteria. (Fonte: CM)

Comentar:

0 comments: