O Banco Mundial já aprovou uma linha de financiamento no montante de 15 milhões de dólares americanos, aproximadamente 1,3 milhões de contos, para o financiamento das micro, pequenas e médias empresas (PME) cabo-verdianas.

O anúncio foi feito hoje pelo vice-primeiro-ministro e ministro e das Finanças, Olavo Correia, que indicou que parte desse montante vai ser utilizada para montar o fundo de garantia parcial de cerca de 10 milhões de dólares americanos.

“Acabamos de receber hoje a confirmação em como os recursos estão disponíveis para o efeito. Nós vamos montar um fundo de garantia parcial de cerca de 10 milhões de dólares americanos e vamos poder alavancar vezes cinco o financiamento para a economia, para as micro, as pequenas e as médias e empresas”, disse.



Olavo Correia falava durante a apresentação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentado (PEDS) para o período 2017/21 ao corpo diplomático.

Esse plano que está orçado em cerca de 400 milhões de contos prevê a transformação de Cabo Verde num país “plataforma no atlântico médio”, para garantir a sua inserção na economia mundial.

Tem como objectivos finais o crescimento económico sustentável, desenvolvimento humano e a inclusão social e está assente nos pilares económico, social, segurança e soberania e da diáspora, e deve estar alinhado com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentado (ODS).

Por: Inforpress


Comentar:

0 comments: