Alfredo de Pina, “Zé Boss”, é um jovem que se identifica como “happer” do grupo musical “RSB Mr Happx” e está a lançar uma campanha de angariação de meios para “recuperar” a sua visão, totalmente perdida há 11 meses.

Aos 29 anos, este adepto do “hip-hop”, nascido e criado na ilha do Fogo, encontra-se na Cidade da Praia, onde tenta recuperar as energias para relançar-se no mundo da música, mas quer antes de tudo angariar meios financeiros para custear uma deslocação à Inglaterra, onde um outro irmão, a padecer da mesma patologia, recuperou a visão.

Assegura que já está na posse do relatório médico e que tem apoio da irmã, a viver em Portugal, para custear todas as despesas relacionadas com a estadia no estrangeiro (consulta, alimentação e transporte), pelo que precisa, neste momento, de financiamento para custear o bilhete de passagem aérea.

À Inforpress, Zé Boss (na foto com t-shirt “Ami É” disse que desde sempre enfrentava problema de visão, o que esclarece como sendo hereditário, e que enxergava apenas 30 por cento, pelo que teve de submeter-se a duas intervenções cirúrgicas, sendo a primeira no olho esquerdo, realizado no Hospital Baptista de Sousa, em São Vicente, por um especialista estrangeiro.



Considera, entretanto, que a segunda cirurgia, realizada no espaço de uma semana, desta feita no Hospital Dr. Agostinho Neto, na Cidade da Praia, “não lhe correu nada bem e que, inclusive foi fatal para perder toda a visão”, o que o afectou psicologicamente, a ponto de isolar-se do mundo ao “trancar-se” em casa durante oito meses.

Graças a esforços do amigo Patrick Marley, elemento do Grupo Musical “RSB Mr Happx”, explica, ganhou forças para entrar na igreja evangélica “Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, e passou a saber conviver com esta “triste cegueira, mas esperançado na sua recuperação, para voltar a ver”.

Com três vídeos lançados na plataforma digital “Youtoube”, “Ami É”, “Hip Kessi” e “História de Vista”, todos da sua autoria, numa realização de Ailton e produzido por Gugas Produtions, Zé Boss iniciou há sete anos a sua aventura musical fazendo dupla com o amigo Diamond, para em 2017 juntarem-se a “Taylor” e “Diamond” para constituírem o quarteto “RSB Mr Happx”.

Afirma que o grupo já actuou em vários pontos da ilha do Fogo como a Praça do Presídio, Salina em São Jorge, no Centro Cultural, polivalente Congresso, em Casa Cinema, na sua própria localidade “Beltchess”, e que espera actuar nas festividades de São Filipe, no 1º de Maio.

Zé Boss não vê meios para retomar a sua visão, pois “quer voltar a ver a mãe” e exercer as actividades desportivas que outrora praticava como futebol, voleibol e artes marciais, pelo que deixa ao público a sua conta bancária na CECV 3663740910001 e contacto telefónico 5990205/5134057, convicto de que a solução será encontrada.

Por: Inforpress

Comentar:

0 comments: