"Respondi assim peremptoriamente a um amigo que me telefonou a perguntar de rumores que circulam sobre a minha intenção de disputar de novo a liderança do PAICV: sem qualquer fundamento. Não cogito retornar às lides político-partidárias e muito menos disputar a liderança.

Desde 2011, decidi que, em 2016, não seria candidato a Primeiro Ministro e, portanto, deixaria a liderança do Partido. Anunciara, na altura, a minha intenção de fazer Doutoramento e lançar uma Fundação para a Governança. Esta já está a funcionar e o meu Doutoramento em Políticas Públicas continua, agora na fase de investigação para a escrita da tese.

Há um tempo para tudo, e este é o tempo de outros, eventualmente muito melhor preparados para os desafios dos novos tempos, assumirem as responsabilidades da liderança.

Comungo do ideário do PAICV, partido de esquerda democrática. Mantenho-me nessa área política e disponível para apoiar as forças democráticas e progressistas do meu país. Disponível também para apoiar o PAICV a ser cada vez mais um Partido da liberdade, da igualdade e da solidariedade, cujo contributo tem sido fundamental para a consolidação do Estado de Direito Democrático e o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde.

O meu espaço, doravante, é a academia, a sociedade civil e a cidadania. Um cidadão atento e ativo e que deseja ardentemente continuar a contribuir para o bem-estar e o progresso social desta terra que nos ama tanto."

José Maria Neves

Comentar:

0 comments: