Os dois cidadãos cabo-verdianos, Ana Barbosa e Carlos Gonçalves , principais suspeitos na morte do cidadão alemão Karl Heinz Michael Gocht, encontrado sepultado a 22 de Abril do ano passado, em Ribeirão Chiqueiro, São Domingos, foram hoje condenados a 30 anos de prisão pelo juiz do terceiro juízo crime do Tribunal da Praia, noticia o A Nação.

Os dois estavam em prisão preventiva e acabam de ser considerados culpados, em primeira instância, por terem assassinado brutalmente o ex-marido de Ana Barbosa. Tudo indica que durante o julgamento Ana Barbosa terá alegado inocência, acrescenta a mesma fonte.

Até ao momento ainda não se sabe se os advogados de defesa irão recorrer desta decisão aplicada em primeira instância. 



Comentar:

0 comments: