Uma jovem de 22 anos foi ontem encontrada morta, num quintal baldio, no bairro Mulenvos de Cima, no município de Viana, em Luanda. A vítima foi encontrada durante a manhã, com marcas negras no rosto e um pano amarrado ao pescoço.

O facto de a terem encontrado completamente nua da cintura para baixo e com os órgãos genitais dilacerados, indica que Jéssica Lopes tenha sido violada e, posteriormente, assassinada por estrangulamento, de acordo com informação avançada hoje ao Novo Jornal Online por uma fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) daquele município.

Segundo adiantou a fonte do SIC-Viana, há três indivíduos envolvidos no crime, e, até o momento, os efectivos da investigação Criminal detiveram um dos suspeitos.

“Ele nega o crime, disse que simplesmente levou a Jéssica para comprar cerveja numa rulote, por fazer-se tarde, ele disse-lhe que precisava ir embora, mas a Jéssica disse-lhe para ir sozinho porque ela ainda ficava”, disse.

A versão do suspeito, no entanto, é recusada pelo Serviço de Investigação de Viana.



“A versão dele não é condizente com a verdade, pois durante as buscas e investigações que fizemos na zona dos Mulenvos de Cima, conversámos com algumas pessoas que estavam na rulote naquela noite que afirmaram que os dois saíram juntos do local, e no dia seguinte a jovem aparece morte”, afirma.

O Novo Jornal Online contactou também o director de comunicação do Ministério do Interior, intendente Mateus Rodrigues, que confirmou a ocorrência e garantiu que já foi aberto um inquérito para se determinar como ocorreu o crime.

“As nossas forças estão no terreno desde as primeiras horas de ontem, no sentido de dar resposta a este caso”, disse o oficial, sublinhando que se trata de um crime planejado “porque do jeito que o corpo dela foi encontrado, tudo indica que ela lutou muito”.

Ontem, o corpo da jovem foi transportado para a morgue central de Luanda, onde hoje vai ser autopsiado.

Jéssica Lopes era mãe solteira e deixa duas filhas. (Novo Jornal Online)

Comentar:

0 comments: