A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, disse hoje que o MpD deveria “estar  concentrado em governar” e “implementar os compromissos que estabeleceu” com os cabo-verdianos, em vez de “atacar” a líder do maior partido da oposição.

A líder do Partido Africano da independência de Cabo  Verde (PAICV, oposição) fez esta declaração à margem de uma visita que efectuou hoje à Associação Cabo-verdiana de Auto-promoção da Mulher (Morabi), a última de uma série que realizou a várias organizações não governamentais que lidam com a problemática da camada feminina.

Sem querer reagir, conforme explicou,   às acusações do secretário-geral  do  Movimento para a Democracia (MpD, no poder), Miguel Monteiro,   segundo as quais Janira Hopffer Almada “aproveita da desgraça dos outros para fazer política”, a presidente do PAICV afirmou que o seu apelo é no sentido de o Governo “continuar a envidar todos os esforços” para que “as pessoas desaparecidas sejam encontradas”.



Para a líder do PAICV,   há uma “grande ansiedade” das famílias que neste momento têm os seus queridos desaparecidos e o executivo de Ulisses Correia e Silva deve “tomar medidas” para “aumentar os níveis de segurança” com vista a diminuir as probabilidades de os referidos acontecimentos voltarem a ocorrer.

“O meu foco não é a reacção às acusações que o MpD me faz,  mas sim trabalhar para ajudar no desenvolvimento do país, dando voz e vez às preocupações dos cabo-verdianos”, concluiu a líder da oposição.

Por: Inforpress

Comentar:

0 comments: