A Câmara do Porto Novo, Santo Antão, garante ter regularizado parte das dividas acumuladas, nos últimos anos, com as universidades em Cabo Verde, numa altura em que muitos estudantes universitário bolseiros da edilidade enfrentavam dificuldades para prosseguir os estudos.

A autarquia, através de uma nota, informou ter conseguido, em 2017, regularizado dividas com os estabelecimentos de Ensino Superior a rondar os 260 contos, permitindo assim aos estudantes prosseguirem os estudos ou obterem os seus certificados de final da formação superior.

Muitos estudantes bolseiros do município do Porto Novo têm vindo a enfrentar dificuldades para prosseguir os estudos devido às dividas da autarquia para com as universidades.

O executivo camarário disse ter encontrado, em 2016, dívidas na ordem dos nove mil contos, com os estabelecimentos de Ensino Superior nacionais, uma situação que vinham prejudicado os bolseiros, com dificuldades para prosseguir os estudos ou para obter os seus diplomas, no caso daqueles que já terminaram a formação.



A autarquia admite que muitos estudantes não têm conseguido concluir os estudos ou aqueles que já concluíram a formação universitária têm dificuldades para obter os certificados por causa das dívidas com as universidades, que têm vindo, nos últimos anos, a congelar notas dos bolseiros.

Durante o ano de 2017, a edilidade porto-novense concedeu ainda a 15 estudantes universitários naturais do Porto Novo subsídios no valor que ultrapassam um milhar de contos.

Os municípios de Santo Antão têm vindo a pressionar o Governo no sentido de instalar um pólo universitário nesta ilha, para permitir aos jovens santantonenses prosseguirem os estudos superiores localmente.

Os autarcas lamentam a demora na instalação do Ensino Superior em Santo Antão, esperando que, no decurso de 2018, seja concretizado o “sonho” dos santantonenses de terem, na sua própria ilha, um pólo da Universidade de Cabo Verde (UNI-CV) ou a prometida escola superior agrária.

O Governo havia prometido instalar, em 2017, Ensino Superior em Santo Antão.

O primeiro-ministro, numa recente visita à ilha, garantiu que o Governo está a criar as condições para a operacionalização do Ensino Superior nesta ilha, estando, neste momento, a ser discutida com os municípios a questão da localização do pólo universitário.

Por: Inforpress

Comentar:

0 comments: