Um jogador do Farense ficou com ferimentos graves após de ter sido esfaqueado no pescoço, hoje de madrugada, numa zona de bares em Vilamoura, no concelho de Loulé, Algarve, disse à Lusa fonte da GNR.

A mesma fonte adiantou que o que o suspeito de esfaquear o jogador, conhecido como Tavinho, de 24 anos, já foi identificado, esclarecendo que o caso passou entretanto para a alçada da Polícia Judiciária (PJ).

Horas antes de ter sido esfaqueado com uma arma branca, Octávio Alexandre Leal Barros tinha jogado contra o Olhanense no jogo que qualificou o Farense para o 'playoff' de subida à II Liga de futebol.



O crime aconteceu às 05:15 no Largo do Cinema, em Vilamoura (distrito de Faro), tendo estado no local elementos da Guarda Nacional Republicana (GNR), do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da PJ.

A arma que poderá ter sido usada para cometer o crime, uma faca de cozinha, foi encontrada nas traseiras do bar onde tudo aconteceu, pela equipa de reportagem da TVI  que alertou de imediato as autoridades.

Contactada pela Lusa, fonte do gabinete de comunicação do clube remeteu esclarecimentos para mais tarde.

O jogador é natural de Almancil (concelho de Loulé, Algarve) e joga como avançado no Farense pela segunda época consecutiva.

C/ Lusa

Comentar:

0 comments: