O presidente russo, Vladimir Putin, durante o discurso do Estado da Nação, afirmou que o país testou um conjunto de novas armas, incluindo um míssil nuclear que tem capacidade para atingir qualquer parte do mundo. Putin garante que o novo projéctil é impossível de ser detetado pelos sistemas antimíssil, chegando mesmo a dizer que ele é "invencível".

Segundo o líder russo, a arma em causa é um míssil cruzeiro “de baixo voo, difícil de encontrar, com uma carga nuclear com alcance praticamente ilimitado e uma rota de voo imprevisível, que pode ignorar as linhas de intervenção e é invencível perante todos os actuais e futuros sistemas de defesa de mísseis aéreos ou terrestres”.

Vladimir Putin deixou ainda um alerta à comunidade internacional, dizendo que vão interpretar "qualquer uso de armas químicas contra a Rússia ou contra os seus aliados como um ataque nuclear contra o nosso próprio país e a resposta seria imediata", sublinhou Putin.


Comentar:

0 comments: