O indivíduo detido esta quarta-feira, 18, pela Polícia Judiciária (PJ), acusado da prática dos crimes de falsificação de documentos e uso de documentos falsos, vai ser apresentado esta quinta-feira ao Tribunal da Comarca da Praia.

O indivíduo do sexo masculino, natural do concelho do Tarrafal de Santiago e residente na zona de Ponta Gato, foi detido fora do flagrante delito, sendo que esta apresentação ao tribunal vai servir para o primeiro interrogatório de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal.

Segundo informações da Polícia Judiciária, “há fortes indícios” de que, em meados de 2014, o suspeito terá solicitado junto ao Cartório do Registo Notariado e Identificação da Praia, uma certidão de nascimento em nome de um outro cidadão residente no Tarrafal, utilizando esse documento para solicitar a emissão de um bilhete de identidade, com os dados de identificação desse cidadão.



Com o bilhete de identidade falso, o suspeito terá solicitado junto à Direcção de Estrangeiros e Fronteiras (DEF) a emissão de um passaporte contendo os dados de identificação completos do cidadão ofendido, mas com a fotografia e assinatura do acusado.

A PJ acrescenta que na posse do passaporte, o suspeito terá dirigido ao Centro Comum de Visto (CCV) para requerer um visto de entrada no Espaço Schengen, mas o pedido de visto foi, entretanto, recusado.

Isso porque o Centro Comum de Vistos terá constatado que os dados biométricos do suspeito eram os mesmos que os associados aos do cidadão ofendido.

De acordo com a mesma fonte, a detenção aconteceu através da Secção Central de Investigação de Crimes Económicos e Financeiros (SCICCEF) da polícia científica cabo-verdiana, em cumprimento de um mandado do Ministério Público (MP).

Por: Inforpress

Comentar:

0 comments: