A morte de dois cães na manhã desta quinta-feira, electrocutados nos postes de electricidade no “Pontão de Santa Maria”, uma das atracções turísticas da ilha do Sal, deixou “apreensivo” os transeuntes que apelaram medidas urgentes às autoridades “para evitar mal pior”.

Conforme testemunhas oculares que presenciaram a cena que caracterizaram de “deprimente”, eram quatro o número de cães envolvidos neste incidente, mas dois deles foram atingidos de forma “fulminante”, mostrando nitidamente o enorme sofrimento por que passaram os animais até a morte.

Peixeiras que trabalham ao longo do dia no local não esconderam a sua “indignação” e relataram à Inforpress que outras testemunhas fotografaram e filmaram a agonia dos amimais que não resistiram à descarga electrica.



Por isso, consideram que estes postes representam também perigo para as pessoas que “ficaram em alerta”, mas apelam para a resolução do problema urgentemente, antes que uma tragédia ocorra no local.

Apesar de as autoridades terem vedado logo a seguir os dois postes em apreço, as pessoas continuam “apreensivas” porque entendem que deve haver uma intervenção mias profunda, observando que o que aconteceu com os cachorros poderia ter acontecido com uma pessoa ou criança.

Corsino Boaventura, um transeunte que presenciou a agonia dos animais, apela às autoridades no sentido de uma maior atenção ao Pontão, já que considerado uma das principais atracções turísticas da cidade de Santa Maria, porque, segundo disse “está à balda…”.

“O Pontão está abandonado. É cada um por si Deus por todos. Um ponto turístico sem regra nenhuma. Cada um faz o que lhe dá na gana. Uma vergonha receber turistas nessas condições”, censurou.

Inforpress/Fim

Comentar:

0 comments: