O tribunal judicial da comarca de São Filipe condenou sexta-feira um indivíduo de 41 anos, a uma pena efectiva de 12 anos de prisão por crimes de agressão sexual e maus tratos contra a sua filha menor de idade.


O caso veio a público em Janeiro deste ano e o indivíduo que já tinha passagem pela prisão e inclusive estava em liberdade condicional por outros tipos de crimes, e na sequência foi detido preventivamente até o julgamento e a sentença foi conhecida na última sexta-feira, 29.


Pelo crime de agressão sexual agravada e continuada o tribunal condenou o indivíduo, que é pai biológico da vítima, a 10 anos de prisão e pelo crime de maus tratos à menor a uma pena de três anos, totalizando 13 anos, mas depois de feito o cumulo jurídico o tribunal fixou a pena em 12 anos de prisão efectiva.


Além dos 12 anos, o indivíduo, que saiu em liberdade condicional no ano passado, vai cumprir a parte restante da pena pelos outros crimes, pouco mais de dois anos, o que significa que na prática ira passar mais de 14 anos de reclusão.


Na altura em que o caso veio a público a vítima tinha 12 anos, actualmente conta com 13 anos, e está sendo acompanhada pelos técnicos do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescência (ICCA) através da sua delegação de São Filipe.


Por: Inforpress

Comentar:

0 comments: