Num dos paraísos turísticos mais visitados da Grécia, os burros agora vão ter mais razões para sorrir. A ilha de Santorini acolhe todos os anos milhares de turistas que, de entre outras atrações, têm muito por hábito subir as ruas estreitas da cidade montados em burros.

Esta atividade que, para muitos, pode ser um mero momento de descontração e de alguma adrenalina tem sido e muito contestada por grupo de defesa dos direitos dos animais. É que poucos se colocam no lugar dos burros, que são obrigados a percorrer longas distâncias, por caminhos estreitos e íngremes, carregando pessoas, o que lhes provoca ferimentos.

Boas notícias para estes animais acabaram de chegar. É que o Governo de Atenas aprovou, na semana passada, uma medida que proíbe pessoas que pesem mais de 100 KG  de montar os burros. De acordo com esta medida, as pessoas serão obrigadas a subir  à balança e caso passem a fasquia dos 100 quilos…adeus passeio.



Segundo o jornal “El País”, citado pelo JN, a medida ainda não satisfaz completamente os grupos de defesa animal. Tudo porque, segundo estes ativistas, os burros terão que continuar a subir mais de 500 escadas, várias vezes ao dia, e trabalhar em más condições. A solução passa por proibir por  completo o uso destes animais em situações desta natureza, conforme os ativistas. 

A medida agora aprovada só deverá estar a funcionar na plenitude apenas em 2020. 

Refira-se que nesta ilha grega, os burros são há muito usados para transportar turistas para locais onde os carros não pode entrar.





Comentar:

0 comments: